Domingo, 17 de Maio de 2009

Petroleo

Acredita-se que o petróleo tenha sido formado a milhões de anos, nos oceanos primitivos, pela decomposição de restos de animais e vegetais marinhos. Com o passar dos séculos, estes restos foram decompostos, sem a presença do oxigênio e soterrados por areia e lodo. Da sua decomposição restaram moléculas formada principalmente por carbono e hidrogênio (hidrocarbonetos).

A origem marinha é justificada pois encontramos calcáreo e água salgada junto com o petróleo. O calcáreo é formado pelos restos de ossos e carapaças dos animais antigos. Também é encontrado gás, resultante da decomposição do petróleo. Ainda hoje este processo está acontecendo em nossos oceanos mas leva milhões de anos para surgir o novo petróleo, então podemos dizer que ele é um recurso não renovável.

O petróleo é uma substância oleosa, de cor escura, viscosa, constituído por uma mistura de diversos compostos químicos diferentes. O principal uso do petróleo é como fonte de energia, pois dele são extraídos os combustíveis como o gás de cozinha, a gasolina, o óleo diesel e o querosene, além de seu uso direto na produção de vapor para a indústria e usinas termoeléctricas. Do petróleo também são obtidos óleos e graxas lubrificantes, vários tipos de solventes, parafina, asfalto e matéria prima para a indústria petroquímica. Esta indústria utiliza principalmente os hidrocarbonetos insaturados na produção de resinas plásticas, borracha artificial, corantes, detergentes, medicamentos, inseticidas, explosivos, tintas e solventes.

O refino do petróleo é um processo é chamado "destilação fracionada". Ela é feita em uma grande torre metálica, onde o petróleo é vaporizado em uma fornalha e entra por baixo de uma coluna. A mistura de hidrocarbonetos gasosos esfriam a medida que sobem pela coluna. Conforme a temperatura abaixa, aqueles que possuem o maior ponto de ebulição tornam-se líquido (condensam) antes, separando-se dos demais, sendo retirados da coluna.

CURIOSIDADE

 

 

Nos derivados do petróleo existe mais óleo diesel do que os octanos da gasolina, porém o consumo de gasolina é maior que o consumo de óleos. O craqueamento catalítico é um processo que permite "quebrar" moléculas de óleo (com 14 a 18 átomos de carbono na cadeia) em cadeias menores, com ajuda de um catalisador, de modo que possam existir duas ou mais moléculas de gasolina.

 

tags:

publicado por professorwanderby às 12:48
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Matheus Rocha a 19 de Maio de 2009 às 00:07
SE TIVESSE ALGO SOBRE SABÕES E DETERGENTES
SERIA MT FACIL A PESQUISA QUE PASSOU :D
TEM QUE FAZER ASSIM.. PASSAR PRA CASA E POSTAR AQUI,

MASSA AQUI ABRAÇS


Comentar post

.as minhas fotos

.posts recentes

. Antes de Jogar no chao pe...

. Sete Vidas - Simplesmente...

. X-Men: Wolverine Origins

. Agora, tambem com filmes,...

. O assunto agora é Cerveja...

. Uma nova proposta para ta...

. Video que encerra uma aul...

. Dica sobre a água

. Petroleo

. A quimica do Bafometro...

. Super EXatas... desta vez...

. 20 DÚVIDAS SOBRE O ENEM 2...

. Premio Nobel: como surgiu...

. A História da Química

. Agua Dura... Nao Faz Espu...

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
13
15
16

18
19
20
21
22
23

25
27
28
29
30



.pesquisar

 

.arquivos

. Maio 2009

.tags

. agua dura

. bafometro

. cerveja e pesquisa nao combinam

. drogas

. enem 2009

. filmes

. historia da quimica

. nova tabela

. petroleo

. super exatas

. tempo de degradacao

. todas as tags

.Mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds